Como inserir um reCAPTCHA no site

O reCAPTCHA é uma nova ferramenta do Google para proteger seu site contra spammers e bots. Ele vem de uma ideia novadora, pois até então os captchas eram vistos mais como um obstáculo do que um auxiliar pelos usuários. Com o reCAPTCHA isso é diferente, pois tudo que o usuário precisa fazer é clicar em um checkbox, confirmando que não é um robô. Dessa forma todos ganham, o usuário tem acesso mais rápido às informações desejadas, e você mantém visitantes indesejáveis de seu site.

Incrível! Quero ter um desses, como faço?

O primeiro passo é você conseguir uma chave para o seu site. Vá até o site abaixo e clique no botão azul localizado na posição superior-direita do site, escrito “Get reCAPTCHA”: https://www.google.com/recaptcha/intro/index.html

Após ter cadastrado seu site, você terá em mãos duas informações importantes: a chave do site, e a secret (chamarei de chave secreta). O primeiro passo para implementar o reCAPTCHA em seu site é inserir a API em seu site. Insira o código dentro da tag head de seu site:

<script src='https://www.google.com/recaptcha/api.js'></script>

Tudo pronto para o próximo passo.

Criando o formulário

Crie um formulário comum, eu fiz com dois campos: um para o usuário colocar o nome, e outro para uma mensagem qualquer. A marcação ficou assim:

<h1>Exemplo de formulário com o reCaptcha</h1>
		
<form action="formulario.php" method="post">
  Digite seu nome: <input type="text" name="nome"><br><br>
  Deixe sua mensagem: <br>
  <textarea name="mensagem" rows="7" cols="35"></textarea><br><br>
  <input type="submit" value="Submit" name="formulario">
</form>

Página toda

Inserir o reCAPTCHA no formulário é extremamente simples, você só precisa adicionar o seguinte elemento na posição que deseja que ele apareça:

<div class="g-recaptcha" data-sitekey="SUA-CHAVE"></div>

Não esqueça de substituir SUA-CHAVE pela chave que você recebeu no site, lembrando que é a chave do site, não a chave secreta!

Substitua a propriedade action na tag form para o nome do arquivo PHP que irá validar o formulário. Você pode validar na mesma página, mas eu preferi deixar em uma separada para o código ficar mais simples.

Mas não posso validar usando JavaScript na hora?

Não. Você já irá entender o motivo.

Criando o código PHP para validar o formulário

Vamos obter o valor do campo de nome e da mensagem que o usuário enviou:

if (isset($_POST['nome'])) {
    $nome = $_POST['nome'];
}

if (isset($_POST['mensagem'])) {
    $mensagem = $_POST['mensagem'];
}

A partir daqui que a validação do captcha realmente acontece. É nos enviada via POST um valor fornecido pelo reCAPTCHA, é possível recuperar esse valor pela variável $_POST['g-recaptcha-response']. Logo:

if (isset($_POST['g-recaptcha-response'])) {
    $captcha_data = $_POST['g-recaptcha-response'];
}

// Se nenhum valor foi recebido, o usuário não realizou o captcha
if (!$captcha_data) {
    echo "Por favor, confirme o captcha.";
    exit;
}

Parece que acabou, né? Não! Agora que vem a parte divertida, lembra quando eu disse que era necessário que o captcha tinha que passar por uma validação PHP? Isso é necessário pois o reCAPTCHA usa informações no banco de dados do Google, que contém diversas informações sobre o usuário que “efetuou” o captcha. Dessa forma é possível distinguir um usuário comum de um bot. Para validarmos o usuário, precisamos fazer uma requisição para a API do reCAPTCHA, utilizando o file_get_contents. Observe:

$resposta = file_get_contents("https://www.google.com/recaptcha/api/siteverify?secret=SUA-CHAVE-SECRETA&response=".$captcha_data."&remoteip=".$_SERVER['REMOTE_ADDR']);

Procure no meio da URL por SUA-CHAVE-SECRETA e substitua pela sua. O que esse comando faz é recuperar dados na API do reCAPTCHA por informações sobre os valores que foram fornecidos pelo captcha, além de enviar o IP do usuário para futuras avaliações.

Com a requisição enviada, só nos falta tratar a resposta:

if ($resposta.success) {
    echo "Obrigado por deixar sua mensagem!";
} else {
    echo "Usuário mal intencionado detectado. A mensagem não foi enviada.";
    exit;
}

Espero que tenha entendido como o sistema funciona. Qualquer dúvida já sabe, estamos aqui para ajudar. 😉

Inserir e remover caracteres no início de todas as linhas de um arquivo usando o Vi

É amplamente conhecido o poder do antiquíssimo e editor padrão da maioria dos sistemas Unix-like, o Vi, ou seu irmão superdesenvolvido, o Vim.

Hoje teremos apenas uma dica rápida, sobre como inserir e remover caracteres de todas as linhas de um arquivo usando o Vi. Pode ser usado, por exemplo, para comentar todo um arquivo.

Para inserir um ‘#’ no início de cada linha:

:%s!^!#!

Para remover o ‘#’ de todas as linhas:

:%s!^#!!

Otimização de sites e plataformas

A otimização de site é uma questão complexa, onde depende muito do código utilizado ou da plataforma em questão.
As plataformas mais utilizadas hoje em dia é o WordPress e plataformas de E-Commerce. O WordPress, como é uma das plataformas mais utilizadas, ela possuí inúmeros plugins e funcionalidades. Mas dependendo do seu projeto, você não utiliza nem metade dos recursos e com isso acaba “pesando” demais o seu site. Com base nisso, a CWB Partners atua com uma análise precisa dos recursos utilizados e das funcionalidades necessárias para o funcionamento, desativando assim as funcionalidades não utilizadas. Ganhando em tempo e performance. O mesmo conceito se encaixa para as plataformas de E-Commerce.

Abaixo segue alguns pontos de melhorias e otimização de código.

  • Configurar sistema de cache
  • Otimizar as imagens
  • Otimizar o Mysql (banco de dados)
  • Analisar a utilização dos plugins atuais e se é possível contorna-los através de programação
  • Desabilitar hotlink
  • Ajuste o wp-ajax (diminuir as requisições)
  • Analisar o número de requisições
  • Bloqueie o arquivo xmlrpc.php
  • Análise de memória consumida do site
  • Otimizar o wp-config.php
  • Otimização do arquivo .htaccess
  • Habilitar a compressão dos arquivos CSS e JS
  • Analisar a possibilidade da utilização de uma CDN
  • Reduzir a resposta ao servidor
  • Remoção de algumas funções desnecessárias no footer(rodapé) e header(cabeçalhos)

Toda essa análise e otimização, nossos especializadas da CWB Parnters realizam, caso tenha interesse, basta solicitar através de um dos nossos canais na página de CONTATO.

Google Tools - CWBPartners

Google Tools

A Google, como todos já sabem, é um mundo dentro do mundo da internet (rsrs). Digo isso, pois não há empresa maior que a mesma em relação à WEB. A Google possuí uma infinidade de ferramentas que auxiliam a grande maioria, desde ferramentas de escritório, à ferramentas de divulgação empresarial.

Nesse blog, pretendo compartilhar um pouco dos meus conhecimentos e experiências com tais ferramentas.

Abaixo cito algumas delas:

  • Google Webmaster Tools
  • Google Search Console
  • Google Cloud Plataform
  • Google G-Suíte
  • Google Ads
  • Google Analytics

Dentre inúmeras…

SEO - CWBPartners

SEO

O SEO é um fator imprescindível para o ranqueamento do seu site em mecanismos de busca. É através dele que configuramos as palavras-chaves e dizemos a busca qual nosso seguimento.
Um SEO bem configurado resulta em mais acessos ao seu site. Lógicamente, que não é somente o SEO que irá interferir nos acessos ao site, entra também a questão do conteúdo e da qualidade no carregamento da página.

Abaixo, citamos alguns pontos que são necessários para um SEO bem configurado:

  • Criar conta no Google Search Console
  • Configurar o Google Analytics
  • Criar robots.txt
  • Criar sitemap.xml
  • Melhorar URLs
  • Configurar as estruturas das tags H1, H2, H3…
  • Configurar as Meta Tags (description, keywords, dentre outras)
  • Configurar e Otimizar as Open Graph Tags (Redes sociais)
  • Nome das imagens
  • Inserir em todas as imagens e elementos os atributos para SEO
  • Inserção de nuvem de palavras-chaves no site

Caso deseja que a CWB Partners realize esse serviço, basta que entre em contato através do formulário de CONTATO.

O que é um CMS?

A sigla CMS significa Content Management System ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, é nada mais que um sistema que gerencia conteúdos inseridos em sua plataforma e os disponibiliza online. Facilitando o manuseio das informações na aplicação final.

Há inúmeros CMS pela internet, que abrangem desde lojas virtuais, blogs e até sites normais que estão mascarados.

O CMS mais comum é o WordPress, onde o mesmo disponibiliza tanto uma plataforma online (wordpress.org) quanto um pacote de script para ser instalado em seu servidor desejado.

A plataforma WordPress trabalha com seus componentes customizados e modular, podendo baixar plugins e templates de acordo com seu gosto e objetivo final. Por ser a plataforma de CMS mais utilizada, a mesma possuí uma gama enorme de extensões disponíveis na internet.